O Campus 2 da Apple

O campus 2 da Apple, a ser construído em Cupertino, Califórnia, com detalhes sobre o projeto que o saudoso Steve Jobs levou ao conselho da cidade. Projeto de Foster and Partners, além de sua forma marcante, contará com uma cobertura de painéis fotovoltaicos. Estima-se que a área coberta chegue a 500.000m², gerando incríveis 5 megawatts de potência.

 

Inicialmente, sabia-se pouco acerca do novo campus: contaria com uma rede de túneis unindo as edificações, o que tornaria possível preservar áreas verdes – um total de 148 acres, garantindo um quartel general gigantesco para a companhia. Steve Jobs pessoalmente apresentou o projeto, uma expansão para abrigar cerca de 13.000 funcionários, ao conselho da cidade – revelando ao mundo um prédio em forma circular (ou, como tem-se falado, em forma de disco voador), viabilizado logo após a compra de um terreno da HP.

O prédio contará com 4 andares e um auditório para 1000 pessoas, de forma a evitar a necessidade de deslocamento a São Francisco para eventos como apresentações de novos produtos, por exemplo. “A Apple cresceu como uma erva daninha e sempre estivemos em Cupertino“, afirmou, à época do anúncio do projeto (há cerca de um ano), Steve Jobs. A compra do terreno da HP, além de conveniente, guardava certo significado para ele, já que pertencia aos fundadores da Hewlett-Packard Dave Packard e Bill Hewlett, que ofereceram a ele (então com 13 anos) um emprego temporário em 1969.

“Este novo incremento proporcionará um ambiente sereno e seguro, refletindo os valores da Apple de inovação, facilidade de compreensão e beleza.”, afirma-se nas plantas do projeto. “Os escritórios, em conformidade com o estado da arte, bem como as instalações de pesquisa e desenvolvimento, incluem estratégias para diminuir a demanda energética, reduzir o tráfego de automóveis e aumentar o reúso de água”.

“É um pouco parecido com uma espaçonave aterrissada”, disse Steve Jobs ao conselho de Cupertino; “É um círculo e, portanto, é curvado em toda a sua extensão. Como se percebe conforme se constrói, esta não é a maneira mais barata de construir algo. Não há um único vidro reto no prédio, são todos curvos.”

A companhia promete que o campus, cuja conclusão está prevista para 2015, será “ecologicamente correta” (ou, melhor dizendo, environmentally friendly); desta preocupação aparece a característica geração de energia própria (para tanto, também utilizará gás natural), de forma a atender a maior parte da demanda energética do complexo. Além disso, haverá cerca de 28.000m² reservados a instalações de pesquisa separadas, que “abrigarão funções de apoio técnico que necessitam de localização adjacente ao prédio principal”.

O local também guarda relação com o CEO e fundador da Apple, Steve Wozniak, que anunciou em seu facebook: “Este lugar é, também, onde nossa pequena divisão de calculadoras da HP, APD, ficava. É onde quase todo o design, a prototipagem e os testes para a criação dos computadores Mac I e Mac II foram feitos (à noite).”

A apresentação que Steve Jobs fez ao conselho municipal de Cupertino em junho foi impactante, por sua escala e pelo layout profundo (embasado em ideias atuais e inovadoras). O prédio circular permite à Apple dotar seu campus de vasta área verde, reduzindo a atual cobertura asfáltica em 90% e plantando 60% mais árvores do que há atualmente no local. O prédio de estacionamento, vertical, contribui para a diminuição da cobertura asfáltica, e será construído parcialmente enterrado, tendo sua própria cobertura de painéis fotovoltaicos.

A cidade de Cupertino está elaborando um Relatório de Impacto Ambiental, uma vez que, apesar de todos os benefícios ambientais anunciados, o processo de construção de um complexo desta escala pode ser, por si só, um problema, uma vez que a Apple precisará demolir uma área de cerca de 250.000m² de edificações existentes para poder iniciar sua nova construção. Ainda há, portanto, bastante planejamento a ser desenvolvido.

O vídeo acima apresenta o projeto e alguns de seus impactos, bem como a discussão no Conselho Municipal de Cupertino, e está disponível conjuntamente com as pranchas e imagens do projeto. Um jogo completo para uma melhor compreensão de toda a proposta. Abaixo, o vídeo da apresentação, em audiência pública, do próprio Steve Jobs, a quem este post, encerrando 2011, pretende prestar homenagem. Um grande homem nesta grande nova era que os computadores trouxeram à humanidade.

RESUMO DO PROJETO:

DEMOLIÇÃO:

  • área de cerca de 250.000m² de edificações existentes;

CONSTRUÇÃO:

  • um prédio de escritórios, pesquisa e desenvolvimento com cerca de 260.000m²;
  • um auditório com cerca de 1000 lugares;
  • um centro de fitness;
  • uma planta central;
  • instalações de pesquisa com aproximadamente  28.000m² a lest da av. Tantau;
  • prédio de estacionamentos.

Consta também a previsão de uma área para expansão de escritórios de cerca de 28.000m².

PDFs DO PROJETO

  1. Introdução e Situação
  2. Plantas e Cortes Gerais
  3. Plantas e Cortes Específicos
  4. Renderizações (maquete eletrônica)

fontes: inhabitat, Los Angeles Times, macmais, gizmodo, designboom, archdailyCupertino City Council.

Sigam-me no twitter! @arquitetogeek

Anúncios

Sobre arquitetoGEEK
Só um cara inquieto por novas tecnologias e pesquisas relacionadas a arquitetura e engenharia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s