O Metropolitan Opera de Taichung

A cidade de Taichung, um referencial cultural de Taiwan (também conhecida como Formosa), inicia a construção de sua Opera House – o projeto, de Toyo Ito Arquitetos, tem inauguração prevista para 2013. A arquitetura surpreende com inovadora estrutura tridimensional.

 

 

A estrutura principal é composta por várias curvas interligadas, conformando pisos e paredes interiores e exteriores, um conjunto de paredes curvas formado por 58 unidades, o que resultou em uma estrutura complicada, necessitando de reforços nos cabeamentos e malhas de aço.

Trata-se de uma técnica construtiva inovadora, um desafio para o mercado local, que se mostrou cético quanto à exequibilidade do projeto, considerado por muitos impossível – “Mas nós estamos tornando o impossível possível”, afirma Wu Chun-Shan, presidente da construtora Lee Ming, encarregada da execução.

Maquete física do projeto – uma maquete da estrutura de quase 4m de comprimento foi construída, de forma a provar ser o projeto exequível.

Integração com o entorno, uma preocupação constante: tornar os espaços fluidos, englobando ao máximo a percepção total do projeto.

Planta baixa, demonstrando a presença marcante das superfícies curvas.

Primeiro trecho (de três) de um corte longitudinal do projeto.

 

Segundo trecho (de três) de um corte longitudinal do projeto.

Terceiro trecho (de três) de um corte longitudinal do projeto.

As águas pluviais serão coletadas e utilizadas para irrigação da vegetação do projeto e de seu entorno. Além disso, o esgoto será tratado em um tanque de purificação para ser reutilizado em propósitos compatíveis, como para descarga de vasos sanitários, etc.

Os materiais utilizados serão, em sua maioria, recicláveis e de baixo impacto sobre o meio ambiente (“eco-friendly”), uma exigência cada vez mais constante nas construções contemporâneas.

O método construtivo escolhido foi uma técnica utilizada em túneis, o concreto projetado, num processo realizado por etapas sobre a estrutura de aço, resultando numa espessura que varia de 200mm no topo a 350mm na base da estrutura.

Trata-se de uma técnica de execução complicada, que exige isolamento e controle na fase de jateamento do concreto, de forma a evitar erros ou até mesmo poluição do sítio de construção.

A maquete física estrutural (quase 4m de comprimento).

fonte: designboom.

 

Siga-me no twitter! @arquitetogeek

Anúncios

Sobre arquitetoGEEK
Só um cara inquieto por novas tecnologias e pesquisas relacionadas a arquitetura e engenharia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s